Oito Ordens ligadas à saúde assinam em Coimbra protocolo de colaboração

| País

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (OM) assina na sexta-feira um protocolo com mais sete ordens da saúde direcionado para a defesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS), da qualidade da medicina e direitos dos doentes.

"É um sinal muito importante das ordens de saúde, que estão a juntar esforços em prol da população e dos doentes", disse à agência Lusa Carlos Cortes, presidente da Secção Regional do Centro da OM.

O acordo, que será apadrinhado pelo advogado António Arnaut, um dos fundadores do SNS, envolve as ordens dos Biólogos, Farmacêuticos, Dentistas, Psicológicos, Enfermeiros, Médicos Veterinários e dos Nutricionistas.

Segundo Carlos Cortes, as ordens entenderam que "juntas poderiam criar sinergias importantes, além da sua intervenção autónoma".

"Estivemos juntos em Pedrógão Grande, na altura dos incêndios, e isso reforçou a articulação entre as ordens, que estão empenhadas em que tudo corra bem", sublinhou.

O presidente da secção regional do Centro da OM disse que esta colaboração "já era uma vontade com algum tempo", no sentido de defender o SNS, a qualidade da medicina e os direitos dos doentes e o seu acesso a melhores cuidados de saúde.

Este protocolo pretende "também sinalizar a sustentabilidade do SNS, que atravessou muitas dificuldades financeiras e sempre se conseguiu aguentar porque foi suportado por profissionais muito dedicados".

"A assinatura do protocolo é o primeiro passo para o desenvolvimento futuro de iniciativas concretas, existindo já projetos e iniciativas muito particulares na defesa da qualidade da saúde para resolver problemas em hospitais e centros de saúde", frisou Carlos Cortes.

A Secção Regional do OM assinala na sexta-feira os 38 anos do SNS com atividades em Coimbra, Aveiro e Viseu.

Em Coimbra, além do protocolo com as sete ordens de saúde, o programa inclui uma visita ao Serviço de Urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra e a rega da oliveira, no Parque Verde do Mondego, numa iniciativa da Liga dos Amigos dos Hospitais da Universidade de Coimbra.

Em Aveiro, está agendada uma reunião e visita ao Serviço de Cirurgia Geral do Hospital Infante D. Pedro, e em Viseu uma visita ao Centro de Saúde Viseu 1, que integra Agrupamento de Centros de Saúde do Dão-Lafões.

 

Tópicos:

Biólogos Farmacêuticos Dentistas Psicológicos Enfermeiros, Cortes, Infante D, Pedrógão, Urgência, Verde,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.