MAI na sede da Proteção Civil para "ponto de situação nacional"

| País

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, deslocou-se hoje ao comando da Proteção Civil, em Carnaxide, para se "inteirar do ponto da situação dos incêndios a nível nacional", disse à Lusa fonte oficial.

Fonte do Ministério da Administração Interna afirmou que a governante "chegou cerca das 19:30" à sede da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) e que está "reunida na sala de situação" com o presidente da ANPC, Joaquim Leitão, e com o comandante nacional operacional da Proteção Civil, Rui Esteves.

De acordo com o portal `online` da ANPC, pelas 20:30 de hoje, havia registo de 22 incêndios rurais em curso no país, mobilizando 2.255 bombeiros, apoiados por 629 veículos terrestres e 21 meios aéreos.

Em fase de resolução há também indicação de 16 incêndios rurais para onde estão destacados 834 homens, 274 carros de combate e dois meios aéreos e já em conclusão há registo de 52 incêndios que lavram em meios rurais, combatidos por 910 bombeiros com a ajuda de 261 veículos terrestres.

A Proteção Civil identifica também os casos mais importantes, destacando pela mesma hora nove "ocorrências importantes", sendo o distrito de Coimbra aquele que mobiliza mais meios humanos.

Tópicos:

ANPC, Proteção,

A informação mais vista

+ Em Foco

A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

O economista guineense Carlos Lopes, em entrevista à RTP, considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.