MAI na sede da Proteção Civil para "ponto de situação nacional"

| País

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, deslocou-se hoje ao comando da Proteção Civil, em Carnaxide, para se "inteirar do ponto da situação dos incêndios a nível nacional", disse à Lusa fonte oficial.

Fonte do Ministério da Administração Interna afirmou que a governante "chegou cerca das 19:30" à sede da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) e que está "reunida na sala de situação" com o presidente da ANPC, Joaquim Leitão, e com o comandante nacional operacional da Proteção Civil, Rui Esteves.

De acordo com o portal `online` da ANPC, pelas 20:30 de hoje, havia registo de 22 incêndios rurais em curso no país, mobilizando 2.255 bombeiros, apoiados por 629 veículos terrestres e 21 meios aéreos.

Em fase de resolução há também indicação de 16 incêndios rurais para onde estão destacados 834 homens, 274 carros de combate e dois meios aéreos e já em conclusão há registo de 52 incêndios que lavram em meios rurais, combatidos por 910 bombeiros com a ajuda de 261 veículos terrestres.

A Proteção Civil identifica também os casos mais importantes, destacando pela mesma hora nove "ocorrências importantes", sendo o distrito de Coimbra aquele que mobiliza mais meios humanos.

Tópicos:

ANPC, Proteção,

A informação mais vista

+ Em Foco

Falta apenas uma semana para as eleicões gerais em Angola. Apesar da crise que afeta o país, os preços imobiliários em Luanda fazem da capital angolana a cidade mais cara do mundo.

Os responsáveis pelo parque prometeram valorizá-lo e vão renovar a frota automóvel e envolver operadores privados nas visitas aos núcleos de gravuras rupestres.

O maior banco francês fez soar os alarmes na Europa ao suspender três fundos de investimento relacionados com créditos nos Estados Unidos.

Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.