Espanha e Marrocos apoiam no combate aos incêndios

| País
Espanha e Marrocos apoiam no combate aos incêndios

Há uma primeira resposta ao pedido de ajuda feito sábado à noite por Portugal às entidades internacionais.

Por causa da vaga imparável de incêndios o Governo português decidiu ativar o mecanismo europeu de proteção civil.

Patrícia Gaspar, a porta-voz do organismo, dá agora conta da primeira resposta proveniente de Espanha e Marrocos.

Nas contas da Proteção Civil, sábado foi o dia mais complicado do ano, com novo recorde do número de incêndios.

A meio da manhã de domingo há o registo de vários incêndios em curso. As situações mais difíceis foram reveladas por Patrícia Gaspar.



Em Tomar, Anabela Freitas, presidente da câmara falou à Antena 1 de uma situação mais calma, mas longe de estar resolvida.



Tomar ainda está a ponderar a hipótese de decretar o Plano de Emergência Municipal, como já acontece em quatro municípios da zona centro do país: Coimbra, Cantanhede, Ferreira do Zêzere e Miranda do Corvo, onde uma casa foi atingida pelas chamas como revelou o autarca Miguel Baptista.



Algumas estradas estavam cortadas às 11h00, a A13 por causa do incêndio de Alvaiázere, cortada junto á localidade de Pias, também o incêndio de Ferreira do Zêzere está a cortar a estrada a nacional 348 e a 238 em Cernache de Bonjardim.

A informação mais vista

+ Em Foco

A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

O economista guineense Carlos Lopes, em entrevista à RTP, considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.