Comissão da ONU tem provas suficientes para condenar Assad, diz investigadora

| Mundo

|

Carla Del Ponte, membro da Comissão de Investigação da ONU na Síria, disse que a comissão reuniu provas suficientes para que o Presidente sírio Bashar al-Assad seja condenado por crimes de guerra.

Questionada numa entrevista ao jornal suíço Sonntags Zeitung se havia provas suficientes para condenar Assad, Carla Del Ponte respondeu: “Sim, estou convencida que é esse o caso. Por isso é que a situação é tão frustrante. O trabalho preparatório está feito. Apesar disso, não há tribunal”.

Del Ponte, antiga procuradora geral suíça, foi a responsável pela acusação por crimes de guerra no Ruanda e na antiga Jugoslávia. Anunciou na semana passada que irá abandonar a comissão, frustrada com a incapacidade de continuar o trabalho da comissão com a criação de um tribunal especial para a Síria que possa julgar alegados crimes de guerra. No entanto, não revelou quando vai sair.

O Governo sírio liderado por Assad tem negado os relatórios da comissão que vão sendo conhecidos documentando crimes de guerra que terão sido cometidos pelas forças governamentais e serviços de segurança da Síria.

Del Ponte integra desde setembro de 2012 o grupo de três pessoas que realizam o inquérito à Síria, e que tem reportado ataques com armas químicas, genocídio e bombardeamentos de colunas de ajuda humanitária.

A comissão foi estabelecida em agosto de 2011, e tem reportado com frequência violações dos direitos humanos, mas os seus apelos para o respeito das leis internacionais não têm surtido efeito.

Apesar de as Nações Unidas estarem a preparar um organismo especial para preparar acusações, não há sinal de que seja estabelecido um tribunal para julgar alegados crimes ocorridos na guerra de seis anos e meio na Síria. Nem haverá intenção de as Nações Unidas de apontar a situação ao Tribunal Penal Internacional de Haia, refere a agência Reuters.

“Durante seis anos, a comissão investigou. Agora, um acusador deverá continuar o nosso trabalho e levar os crimes perante um tribunal especial. Mas é exatamente isso que a Rússia está a bloquear com o seu veto no Conselho de Segurança da ONU”, referiu Del Ponte, citada no jornal.

 

c/Reuters

Tópicos:

Assad, Carla Del Ponte, ONU, Síria,

A informação mais vista

+ Em Foco

A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

O economista guineense Carlos Lopes, em entrevista à RTP, considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.