A Rua dos Condes

  • Sobre Este Programa
A Rua dos Condes

Géneros:Documentários

Informações Adicionais:

4:3Todo o PúblicoRTP Play

A história da Rua das Portas de Santo Antão, artéria desde sempre ligada à cultura e a boémia da sociedade lisboeta

Chama-se Rua das Portas de Santo Antão e já viveu melhores dias. Como grande parte da zona histórica de Lisboa, está um pouco decadente mas, se procurarmos bem, ainda conseguimos descobrir restos de antigas glórias.
Situada junto à muralha fernandina, caminho de entrada de carroças de víveres que abasteciam Lisboa e porta de saída de quem largava a cidade, num dado momento da sua história, a rua viu-se povoada de elegantes e aristocráticos palácios de condes e de outros membros da aristocracia.
Alguns nobres que a habitavam, amantes de enredos teatrais chegaram a sustentar, a expensas ...suas, um teatrinho, logo crismado de teatro dos Condes, já desaparecido, que ficava nas imediações do muito posterior cinema Condes, também desaparecido.
A Casa do Alentejo e o Ateneu foram palácios construídos para moradia de condes. Há muito que o não são. O palácio que durou mais tempo como casa de família foi o dos Rio Maior. Hoje está em ruínas. Mas ninguém dá por ele, escondido atrás de uns muros altos, discretos, de que foi revestido na reconstrução pombalina.
A rua das Portas De Santo Antão foi também um lugar de perdição. Nos anos vinte do século passado era aqui que se encontravam os cabarés, os casinos, a prostituição fina e a “maldita” cocaína.
Estas são algumas das histórias que podemos descobrir nesta rua de condes que perdeu importância depois da inauguração da Avenida da Liberdade, mas que nunca perdeu a pose.
Um trabalho de Maria Júlia Fernandes, com imagem de Albano Espírito Santo, produção de Ana Lucas, edição de imagem de Paulo Alexandre, som de António Garcia, sonoplastia de Carlos Nunes, pesquisa de Catarina Matos e locução de Luís Lucas.
mostrar mais

Próximas Emissões

Últimas Emissões

Ficha Técnica

  • Título Original: A Rua dos Condes
  • Produção: Ana Lucas
  • Autoria: Júlia Fernandes
  • Ano: 2011
  • Duração: 45 minutos